Nada se compara à inacreditável capacidade do suplemento de melhorar genuinamente cada estado do . Do ao uso da nossa mente e a maioria de tudo o que está entre eles, não há um único suplemento que possa mudar a saúde geral de uma pessoa sobre estas pequenas bactérias alegres.

Vamos começar.

In 2014, a landmark study published in the Journal of Clinical Investigation from New York University said:’The composition of the microbiome and its actions are involved in many, if not all, of the biological processes that constitute human health and disease.’ Other peer-reviewed studies have linked gut bacteria to immunity, skin wellness, Irritable Bowel Disease (IBS) and even pneumonia.

Isto é notável, não é? Então, escusado será dizer que o seu médico indicou este avanço e quase exigiu que você o tomasse, certo? Infelizmente, a maioria só apresenta probióticos com efeitos de melhoria do sistema digestivo, e realmente indica que você poderia encontrar todos os probióticos que você precisa a partir de fontes alimentares.

Facto Nutricional

Let’s visit the food resources of probiotics, will we? What foods contain probiotics? So what can probiotics help you with? Each of us has over 1,000 unique kinds of bacteria that live in our digestive tracts, helping us to break down food and absorb nutrients. But when we take antibiotics — that’s intended to kill harmful, illness-causing germs — the drugs may also kill the healthy intestinal flora that help us digest.

Cerca de 30% dos pacientes que tomam antibióticos relatam ter diarreia ou outro tipo de angústia gastrointestinal, de acordo com o recente estudo JAMA sobre probióticos e diarreia associada a antibióticos. Por causa disso, os médicos costumam prescrever a toma de probióticos para "repovoar" o trato digestivo com bactérias saudáveis. A pesquisa descobriu que era uma alternativa viável para muitos. Mas os probióticos também podem ajudar com outros tipos de problemas digestivos.

Probióticos

Studies have shown that probiotics can be useful for those who have , or IBS — a hard-to-treat illness that could have a range of intestinal symptoms, such as abdominal pain, cramps, diarreia e obstipação. Em 1 estudo, pacientes com SII feminina foram submetidas a algum alívio de sintomas como dor abdominal e irregularidade quando receberam um suplemento da estirpe bacteriana, Bifidobacterium infantis. Mesmo para aqueles sem problemas urgentes, os probióticos podem ajudar no manejo digestivo geral.

A Challa afirma que as bactérias boas ajudam a "excluir" as bactérias más. Isso porque o intestino está forrado com sites de aderência onde os germes se agarram. Se os sites são populados com micróbios bons para você, não há lugar para uma bactéria prejudicial se fixar. Os probióticos fazem um elogio maravilhoso aos antibióticos entre os indivíduos que sofrem de infecções do trato urinário, de acordo com a pesquisa.

Além disso, há evidências emergentes de que os probióticos de rotina podem ajudar a evitar que bactérias ruins invadam o trato urinário, mantendo uma população de bactérias saudáveis nos sites de aderência do trato. As infecções do trato urinário são muito comuns, particularmente nas mulheres. A maioria das doenças desaparece com antibióticos, mas cerca de 30 a 40% podem voltar, com base na literatura do Centro Médico da Universidade de Maryland.

Conclusão

Allergy research remains preliminary, but at least one big, higher quality study found a connection between girls taking probiotics during and a 30 percent decrease in the case of childhood (an early indication of allergies) in their babies. Researchers selected women who had a history of seasonal allergies or whose spouses had histories of allergies. The babies who received probiotics in-vitro had 50 percent higher levels of tissue inflammation, which is believed to activate the immune system and decrease allergy incidence.